novembroazul

Novembro Azul: prevenir é a melhor escolha

O mês é dedicado a uma campanha em favor da saúde dos homens

Originário da cidade de Melbourne, na Austrália, em 2004, o Movimento Novembro Azul, cujo nome original é MOVEMBER, formado pela junção das palavras que língua inglesa MOUSTACHE (Bigode) e NOVEMBER (Novembro), objetiva atrair a atenção dos homens para a importância da prevenção do câncer de próstata, além de defender a mudança de hábitos e atitudes em relação à saúde.

A escolha de um mês do ano para tratar especialmente do assunto objetiva colocá-lo em foco e promover a conscientização, mas a atenção ao tema deve ser permanente. Em geral, os homens não vão ao médico por iniciativa própria, mas por insistência da esposa, dos filhos ou de outras pessoas próximas. A cultura do sexo forte alimenta a fantasia de que o homem não adoece, mas, paradoxalmente, gera o medo do diagnóstico de doenças.
Bruno Vilas Boas Dias, professor do curso de Enfermagem do UniAnchieta, esclarece que é preciso quebrar essa barreira e conscientizar os homens sobre a importância de cuidarem da saúde desde jovens. O reflexo da falta de atenção à saúde está na expectativa de vida do homem no Brasil, que é de 71 anos, enquanto a expectativa de vida da mulher brasileira é de 78,3 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA).
O objetivo da campanha é qualificar a saúde da população masculina na faixa etária entre 20 e 59 anos, oferecendo diagnóstico precoce e prevenção de muitas doenças, dentre elas o câncer de próstata. A estimativa de novos casos da doença por ano no Brasil é de 68,8 mil, levando à morte cerca de 13 mil homens por ano no país, segundo o A. C. Camargo Cancer Center.
O movimento mundial em torno do tema justifica-se: o câncer de próstata, em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens no cenário global, ainda conforme o INCA.

O professor Bruno explica: “A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz que só os homens têm. Fica logo abaixo da bexiga e na frente do reto; a uretra, o canal que transporta urina, passa através dela. A próstata contém pequeninas glândulas especializadas, que produzem parte do líquido seminal ou sêmen, que protege e nutre os espermatozoides. O câncer na próstata pode ser diagnosticado precocemente pela combinação de um exame de sangue, que avalia os níveis de antígeno prostático específico, ou seja, PSA (do inglês Prostate-Specific Antigen), e pelo exame de toque retal. Como a próstata fica logo na frente do reto, o exame permite que o médico sinta se há nódulos ou tecidos endurecidos, indicativos da existência de câncer, provavelmente em estágio inicial. A recomendação padrão é que homens saudáveis façam exames anuais de PSA e toque retal a partir dos 50 anos. Homens com risco maior (aqueles que têm parentes que tiveram câncer de próstata jovens) devem começar os exames mais cedo, aos 45 anos, segundo o A. C. Camargo Cancer Center. A prevenção ainda é o maior aliado da saúde, bem como diagnóstico de qualquer adoecimento precocemente, o que trará mais chances de cura ou tratamentos menos invasivos”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

*

*